Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Búzios é a cidade com maior número de cortiços no Estado do Rio


A INTERTV divulgou hoje (ver http://in360.globo.com/rj/noticias.php?id=20243 ) o que o blog já noticiara em 09/06/2011 ( ver http://luizdopt.blogspot.com/2011/06/os-fabricantes-de-miseria-os-corticos.html ).





Vejam no vídeo o secretário sabe-tudo-faz-nada todo enrolado para explicar o inexplicável. Não é que esteja faltando realidade, secretário, o problema é que está sobrando muita incompetência.




Comentários:






Marcia Bispo disse...

E já tem uns e outros no twitter querendo tapar o sol com a peneira. Aqui do lado de casa, em pleno Clube de Vela tambem tem uns dois. E aí? querem fotinha para provar?






Um poder rebaixado


Que câmara de vereadores é essa que abre mão do seu direito de investigar? Que câmara de vereadores é essa que vota contra um requerimento da sua própria mesa diretora pedindo informações sobre a construção de um condomínio em desacordo com o que estabelece o Plano Diretor da cidade? Que câmara de vereadores é essa que abre mão de seu poder tornando-se títere do Executivo?


Na sessão de ontem os quatro vereadores da base (a vereadora Joice faltou) de sustentação do desgoverno municipal revelaram, ao vivo e a cores pela TV legislativa, quem são os dignos representantes da especulação imobiliária de Búzios. Alinhados com o governo e o secretário da especulação, nem ao menos deram importância a que as leis que eles mesmos criaram tenham sido rasgadas em prol do lucro fácil da incorporadora imobiliária que constrói o condomínio. Os argumentos usados para justificar o voto contrário ao requerimento são tão frágeis que denotam que os interesses em jogo são bem outros.


O vereador Messias volta com a cantilena de que vota contra porque os requerimentos são políticos. Ora, numa casa política, esperar o quê? Mas também esperar o que de um vereador que votou na Lei 17 sem ler, a pedido do pequeno especulador imobiliário Alexandre Martins, então vereador e hoje vice-prefeito da cidade. Bem sintomático, não? Sua frase “no mais tudo bem?” ficou famosa. Esperar o que de um vereador que tem o cinismo de dizer que o prefeito está correto em chamar os amigos por carta-convite. Mais pragmático que o rei, ainda reforça o posicionamento com a pergunta: queriam que ele convidasse os inimigos?


O vereador Felipe Lopes em sua argumentação contra a aprovação do requerimento disse que anteriormente fora usado, o que não aconteceria agora. Vereador usado? A troco de quê? Foi usado quando votou pela revogação da lei 20? Ou foi usado quando nada fez em relação à construção do condomínio em frente ao shopping 5000, obra realizada pela empreiteira do irmão do prefeito, com base na lei que ajudou a revogar? O secretário prometeu embargá-la, não foi? A obra, vereador, está lá prontinha, como um troféu à sua omissão.


Do vereador Leandro não se poderia esperar outra coisa mesmo tal é o seu alinhamento com o chefe do gabinete de planejamento. É o representante da especulação imobiliária assumido. Melhor que os outros, que tentam disfarçar.


O vereador  Lorram, carente de argumentos, desqualifica o denunciante- o jornal O Perú Molhado- com um discurso digno da reacionária TFP (Tradição, Família e Propriedade),  e esquece o principal, a denúncia. Perdido, chega a falar em complô para derrubar o secretário de planejamento. Ora bolas, vereador, não é mais fácil o secretário derrubar o prefeito?


O que precisa ficar claro é que todos os governos que tivemos até hoje foram governos da especulação imobiliária, porque ela é uma grande financiadora de campanhas eleitorais na cidade. Búzios não teve até hoje um secretário de planejamento que a especulação imobiliária não quisesse. Grandes proprietários de terras e grandes construtoras financiam campanhas para o executivo, todos sabem. Para o legislativo também, não é vereadores?




Observação: elogiáveis os discursos do vereador-presidente João de Mello Carrilho e Valmir Nobre. O discurso do primeiro deveria entrar para os anais da história do legislativo buziano. 



Comentários:





Flor disse...

Pode até ser que as empreiteiras e especuladores financiem as campanhas, mas que as licitações financiam todo o resto também é óbvio.
Para que os vereadores mostrassem um pouco de dignidade deveriam fazer sua função. Li e reli a cartilha (precisa cartilha para saber o que um vereador faz) que eles obviamente não leram, e diz bem claro que tudo que estiver errado no município é culpa deles. Eles recebem esse salarião (comparado com os 50% de buzianos que não ganham um salário)para controlar os gastos do prefeito. Assim se há roubalheira eles são culpados. João, Nobre e Genilson, vocês deveriam aproveitar a oportunidade e mostrarem que são boa gente e desarticularem tudo isso. Está na mão de vcs. O discurso é bonito, mas agora precisamos de atos. Por favor façam sua parte. Nós, a população quer acreditar, quer confiar, não quer ouvir que é assim mesmo. Precisamos crescer, amadurecer, ser honesto e principalmente ter onde trabalhar. Com a roubalheira e falta de investimento, nunca teremos onde trabalhar.




Internet gratuita para toda a população de Búzios.


Pensando grande e nunca PequenenINHO






Dando continuidade ao que comecei na postagem "Algumas das coisas que Búzios já podia ter feito a uns 15 anos" abordo mais detalhadamente um dos pontos a que me referi então; hoje o a “Internet gratuita”.


 


 Vamos começar com um exemplo clássico: O Município de Quissamã, no norte do Estado do Rio de Janeiro, que oferece a INTERNET BANDA LARGA GRATUITA, VIA WIRELESS, para todos seus moradores. Quissamã é um município também jovem como Búzios e que conta com um histórico de emancipação semelhante. Tem apenas 17.376 habitantes, um pouco menos que Búzios, mas em compensação tem uma área de 715.877 quilômetros quadrados. Búzios tem apenas 69,287 Km. E nunca se pode esquecer que o PIB de Búzios é muito maior. Porque uma iniciativa como essa nunca foi implementada? Com todo o nosso potencial turístico e o fluxo de turistas estrangeiros e nossa proximidade com a capital, ainda não ficou claro a importância da democratização da internet? Quais interesses estão em jogo para se manter tantos na ignorância digital, quando o que deve é alargar essa experiência que trará tantos benefícios educacionais, culturais e sociais aos cidadãos buzianos.



Como administrar a questão da internet gratuita a todos os moradores da cidade? Em quissamã foi implementado o que se chamou de Internet cidadão, mais aqui pode ter o nome que quiserem; internet Brigite Bardot, Internet Mirinho Braga, Internet Rua das Pedras. O que importa é que haja esse projeto e que ele funcione. È sempre bom ressaltar deve ser- porque há plena possibilidade para isso- para todos e nada de fila para escrever nome e esperar sorteios sempre de forma misteriosa privilegiam alguns.



O projeto consiste em: uma conexão feita através de ondas de rádio, onde você acessa a internet banda larga gratuita, sem depender de uma linha telefônica.Através de repetidoras localizadas em pontos estratégicos, o sinal é distribuído aos clientes. Sendo que para obter o acesso, o local deve enxergar uma das torres detransmissão. A qualidade e velocidade de conexão é bem melhor que a conexão via linha telefônica com um modem de 56K.

Características e Vantagens:

* Acesso contínuo e gratuito;
* Não utiliza modem;
* Não utiliza linha telefônica, onde você libera a linha e economiza os pulsos;
* Alta imunidade a ruídos;
* Acesso a todos os serviços que o sistema convencional dispõe.

Deve haver um torre no Centro da Cidade ou em local central – alto de preferência- e outras sub torres espalhadas pelos bairros. Estarão cobertos pelo sinal, as localidades que estiverem até 5Km de uma das repetidoras.

Tipos de Cliente:

* Pessoa Física: O acesso para pessoa física estará vinculado ao endereço residencial do contratante, sendo permitido apenas um cadastro por residência.
* Pessoa Jurídica: Para o acesso empresarial, será instalado a internet via rádio num computador que será o servidor de acesso, e através dele todas as outras estações poderão obter o acesso através de sua rede local.

O que é necessário para o cadastramento:

* Apresentar a nota fiscal do equipamento wireless especificando o endereço físico da placa de rede Wireless, conhecido como endereço MAC. Este endereço é universal,
não existindo em todo o mundo duas placas de rede com o mesmo MAC (Exemplo: A0:00:5E:00:F1:03);
* Informar os dados pessoais do contratante que tem que ser maior de idade. No caso de pessoa jurídica incluir os dados da empresa tipo CNPJ, insc estadual, endereço e telefone comercial) ;
* Apresentar RG, CPF e comprovante de residência;
* Cadastro de conta de acesso e senha para autenticação no serviço

Local de Cadastramento:

Kit do Cliente: ( Como se dá em Quissamâ)

* Placa de Rede Wireless PCI padrão 802.11b ou Access Point padrão 802.11b compatível com equipamentos da Orinoco;
* Cartão PCMCIA Wireless padrão 802.11b compatível com equipamentos da Orinoco (no caso de notebooks);
* Cabo coaxial 50 Ohms RGC-213 com conectores N e Pig Tail (estes cabos são necessários para ligar a antena ao seu computador);
* Antena externa tipo Grade ou Corneta padrão 802.11b (o tipo de antena está diretamente relacionado a distância entre o ponto de acesso e a repetidora).



Obs: Os equipamentos serão adquiridos pelo usuário e DEVEM ser homologados pela Anatel.
Tudos isso pode ser ampliado, pois Búzios pode e deve estar a frente. È sempre bom pensar grande nessas horas e nunca pequenINHO.





È possivel




Victor Viana @ VianaBuzios


 


Fonte: " Blog Curinga de Búzios"



terça-feira, 30 de agosto de 2011

A verdade sobre o Conselho de Meio Ambiente


Prezados amigos,




Não costumo ocupar vcs com politicagem, porém o jornal Primeira Hora vem publicando um monte de mentiras e bobagens sobre a renúncia das entidades civis que representavam a sociedade buziano no Conselho de Meio Ambiente (CMMA). É importante que todos saibam o que aconteceu de fato:


No dia 16 de agosto, quatro entidades civis, com representação no Conselho Municipal do Meio Ambiente (CMMA) de Armação dos Búzios, renunciaram a seus cargos de conselheiros,  devido a insatisfação quanto ao funcionamento do mesmo. São elas: Associação de Hotéis de Búzios (AHB), Associação de Moradores e Amigos de Tucuns (AMATUCUNS), Associação de Moradores e Caseiros da Ferradura (AMOCA) e Movimento Viva Búzios. É importante lembra que estas entidades não foram eleitas para representar apenas seus associados, mas sim toda a população buziana.

        

Entre os diversos motivos que levaram a tal decisão coletiva, estão a falsa paridade entre representantes do governo e da sociedade civil; a falta de cumprimento do Regimento Interno; os entraves aos trabalhos das câmaras técnicas e a falta de organização da mesa diretora. Foram dois anos de luta, em que os representantes do povo tentaram, de todas as formas legais, terem voz ativa neste conselho. Mas infelizmente não obtivemos sucesso. 





Nunca houve espaço para uma participação efetiva e verdadeira para discutir com seriedade a questão ambiental da cidade. Desde o início sentimos que a intenção deste governo era tornar o conselho um mero fantoche. Mas nunca nos conformamos com isto.





Um dos problemas mais graves, foi a falta de paridade prevista na Lei, pois o Conselho é formado por seis representantes do governo e seis representantes da sociedade civil. Porém, com a entrada da Fundação Bem Te Vi na cota da sociedade civil, esta paridade ficou apenas na teoria. Argumentam que prova disso, foi o processo de aprovação  do regimento interno, quando as votações de questões polêmicas sempre acabavam com o mesmo placar: 7 X 5, a favor do Governo, sempre contando com o voto da Fundação Bem Te Vi.





A gota d’água foi a insistência da mesa diretora em desrespeitar o regimento interno. Nossos constantes pedidos para apreciação de processos de licenciamento ambiental de grandes obras no Município, foram continuamente ignorados, sendo que um dos representantes do Governo, Sr. Ruy Borba, chegou a entregar um parecer contrario ao envio de processos ao Conselho, em gritante desrespeito as atribuições deste, conforme previsto no artigo 2º do regimento interno que diz:




Art. 2º - Compete ao CMMA:


XVI - apreciar e deliberar sobre a aprovação de projetos que, pelo seu zoneamento urbano e atividade, tragam ou venham a trazer quaisquer impactos significativos ao meio ambiente, notadamente quando inseridos em áreas de especial interesse ambiental;




A desorganização é outro problema apontado. Elas reclamam que eram comuns as confusões nas  atas da reuniões, havia erros de informações passadas ao conselheiros e uma negligência em relação aos pedidos para incluir assuntos na pauta das reuniões.





Enquanto isto, projetos gigantescos eram aprovados em desacordo com a legislação municipal, inclusive em áreas de interesse ambiental, como ZCVS (Zonas de Controle da Vida Silvestre).

Por estes, e outros motivos, as quatro entidades civis decidiram renunciar, e não compactuar com a inoperância do Conselho Municipal de Meio Ambiente. Das seis entidades civis que  participaram da criação do Conselho, apenas duas continuam: A Fundação Bem Te Vi e Associação de Mulheres de Armação dos Búzios (AMAB).





O resto que falam por aí... É pura mentira!





Obrigada pela atenção!

Mônica Casarin



Ver: "Maioria das entidades civis sai do Conselho de meio Ambiente"

Manutenção da cidade II






Este prefeito (assim como o anterior não fez) não faz a manutenção da cidade. O canal da Marina está desse jeito, dificultando a circulação de barcos e lanchas. O desleixo se dá com um dos pontos turísticos da cidade. É muita incompetência! Duas marinas existentes no bairro amargam prejuízos devido à inoperância do desgoverno municipal.



Ver: "Manutenção da cidade I"

domingo, 28 de agosto de 2011

A primavera árabe




Foto de "aljazeera"






Um lutador da Líbia celebra no telhado dos 32 Khamis - acampamento militar no sul de Tripoli [Reuters]




O prefeito e as pesquisas II








Veja o link: http://www.chevismo.com/h/57653





Atendendo a pedidos postamos de novo o vídeo. Depois de 11 dias ele foi reproduzido 184 vezes. É uma das postagens de maior sucesso do blog. Boa diversão! 




sábado, 27 de agosto de 2011

Virou bagunça 8

Apesar de gastarmos quase R$ 8.000.000,00 com manutenção das vias municipais (R$ 2.753.300,64 com a ZADAR, R$ 2.068.730,40 com a TERRAPLENO e R$ 2.846.945,24 com a HIGHENG), olhem o estado em que se encontra a Avenida das Angélicas, na Marina:









Comentários:





Flor disse...
 
Será que essas firmas existem?!? Alguém sabe quantos funcionários tem?? Se elas tem máquinas?!? Pelos valores que vc apresentou no texto e o município sendo tão pequeno, e as 8 ruas de Tucuns serem serviço estadual, por isso não pertencem a esses contratos, no mínimo, para qualquer lado que olhássemos deveria haver máquinas e pessoas trabalhando... Mas é fácil solucionar. Descobre quem é o fiscal desse contrato e denuncia. Aí eles tem que devolver o dinheiro. Ou pode denunciar tudo logo, ao menos ficaríamos tranqüilos que fizemos a nossa parte. Se eles estão trabalhando ficará tudo bem.


















    • Monica Werkhauser temos que pedir a interdicao deste governo, ou repetir nao faz nada, naofaz nada musica que cantavam para o Tninho tem de se repetir eh o proprio nao faz nada,


      há 20 minutos ·


















  • Gilberto Meireles Meireles A Rasa esto muito rui. como o rui. ele prometeu e Esta como o toninho. Esto com esgoto na RUA, cade o jornal primeira hora de 4ano atrais.

    há 37 minutos ·



    Desarquitetando a Marina




    Na semana passada o Jornal O Perú Molhado denunciou uma construção irregular (com 3 pavimentos) na Marina. A casa da foto acima está situada na Avenida dos Tangarás-, na primeira transversal logo após o posto da Marina, sentido ponte.
    Logo após a denúncia, o nome do arquiteto foi tampado, mostrando que o autor do mau feito queria ficar clandestino. Reparem que a placa foi mudada de lugar e um arbusto foi posicionado estrategicamente para cobrí-la.
      



    Alô CREA, IAB-Búzios, Ministério Público, população de Búzios, não podemos de modo algum deixar que nosso histórico gabarito de dois andares não seja respeitado. O dia que acabarem com ele, Búzios já era!


    Ver: "Desarquitetando a Rasa"

    Comentários:



    Flor disse...
     
    Sobre esse assunto tem mais novidades no Perú Molhado de hoje... Diz que o Ruinzinho já salvou a situação... mandou aterrar o primeiro piso... Temos que ver esse aterro.. Mas ainda tem mais denúncias, até a casa da família do prefeito está infringindo a lei. Dá uma olhada na 5ª página.

    quinta-feira, 25 de agosto de 2011

    Lavanderia que lava mais branco


    No BO 490, de 01 de julho de 2011, consta o contrato nº 41/2011 entre a prefeitura e a AG2 Manutenção e Serviços de Limpeza Ltda Me, para "serviços de lavanderia para o Hospital Municipal", no valor de R$ 432.000,00, pelo prazo de 12 meses.





    Isso dá o absurdo valor de R$ 1.200,00 por dia com a lavagem de roupa do hospital. Em uma simples consulta a uma lavanderia qualquer, supondo-se um hotel com 20 quartos, nos foi dado um orçamento de R$ 350,00 por quinzena. Considerando-se que o nosso hospital tenha 40 leitos, o preço subiria para R$ 700,00. Acrescentando-se o fato de que as peças precisem ser fervidas, esse valor poderia, mais uma vez, ser dobrado, o que daria R$ 1.400,00.





    Conclusão: estamos pagando por dia o que deveríamos pagar por quinzena. Isso dá um sobrepreço de 1.400 %. Não sairia muito mais barato se montássemos uma lavanderia municipal, como recomenda o governo federal? Ou a AG2 lava muito mais branco?




    Comentários:






    Flor disse...

    Muuuuito bom, Luiz. Vou contratar essa lavanderia! As roupas por ela lavadas devem transformar-se em ouro!.. é muita cara de pau! Quando os munícipes vão resolver acordar e reclamar!?!Ninguém se importa?!

    Vc viu que dá para pagar 30 funcionário por mes só para ficar com a barriga no tanque para lavar a roupa diáriamente sem que nenhum ficasse cançado e ainda feliz porque teria ganho R$ 1.200,00?!? Eo melhor disso é que cada um lavaria somente um ou dois lençóis, pois se não os outros não teriam nada para fazer... E teve uma pessoa que falou que seria mais barato jogar os lençóis fora e comprar novos. Calculei que sobraria dinheiro. Estou estupenfata!!!!


    Paulo Roberto disse...

    Luiz,

    sairia mais barato não lavar a roupa. Jogá-la fora e substituir por nova todo dia.



    E as pichações continuam








    Na peleja com o prefeito o pichador está levando vantagem. Está vencendo o confronto por 2x1. Vamos continuar acompanhando esta partida que promete mais lances emocionantes. Para que o público leitor também possa participar criei uma enquete onde pergunto o que o prefeito deveria fazer com as placas. Veja canto superior direito do blog.



    Ver: "Novas placas da Estrada  Búzios- Cabo Frio"

    Ver: "Governo responde a pichador com mentira"

    segunda-feira, 22 de agosto de 2011

    Deputados Estaduais do Rio de Janeiro - Inimigos da Educação





    O SEPE (Sindicato dos Professores) pede ajuda para espalhar o vídeo por todo o Estado do Rio de Janeiro.



    Se não conseguir visualizar o vídeo vá para o link abaixo.



    Link : http://youtu.be/1c5zFPvCNls



    Comentários por email:





    armando mattos para mim



    QUE GENTE HORROROSA! CREEEEDO!



    Comentários no Facebook:












    José Mathiel ABOMINO INVERSÃO DE VALORES...PARASITAS GANHAM FORTUNAS...













    Monica Werkhauser via Luiz Gomes


    nao podemos nuncar esquecer destes deputdaos, tomara que nunca mais voltesm




    Monica Werkhauser




    que nojo, vamos passar para todos para u nunca mais estes corruptos sejam eleitos. CHEGA



    domingo, 21 de agosto de 2011

    Não acreditem neles






    Foto do JPH, 14/02/2006

    "Era só o que faltava! Depois do Ivo Saldanha e Alair Corrêa, adivinha quem também quer ser prefeito de Búzios? Chiquinho do Estrelão. Ops, quer dizer, Chiquinho do Atacadão, ou melhor, Chiquinho da Educação..."





     Chiquinho é uma nefasta mistura de político populista com pastor evangélico televisivo, só isso..."





    É falta de ética e de respeito chegar numa cidade sem ser convidado e começar a fazer comparações... Com certeza ele não gostaria que o prefeito de Maricá fosse até sua cidade e começasse, fora do período eleitoral, fazer campanha. É isso que ele está fazendo de forma acintosa. Campanha política fora de hora e da lei." (Sandro Peixoto, Jornal O Perú Molhado, 11/03/2006). 





    À época, o jornal O Perú Molhado era sustentado pelo governo Toninho Branco.





    "O principal objetivo do prefeito Chiquinho da educação, quando busca parcerias com a comunidade, é fortalecer a cidadania com melhores condições de vida... Em Araruama, o social se une a educação e a cultura para gerar um grande 'Choque de Gestão' e promover uma verdadeira Revolução Social" (JPH, 07/03/2006).





    "Araruama foi sempre disputada por duas oligarquias locais, que se revezavam no poder municipal, e que distribuíam os frutos do Município entre as respectivas 'cortes', sem levar em conta os interesses, mesmo os mais imediatos da população... A cidade antes da administração de Chiquinho, vivia na mais profunda desordem e ilegalidade, quando as ruas eram invadiadas pelo comércio informal , as ocupações irregulares prosperavam." (Ruy Borba Filho, JPH, 25/02/2006).





    "Um grande gol da administração do prefeito Chiquinho da Educação foi identificar um potencial na sociedade, muitas vezes oprimido por políticas 'assistencialistas' e de 'empreguismo público', que mais servem para fazer perpetuar no poder grupos hegemônicos, que acabam privatizando a coisa pública." (JPH, 25/02/2006).





    Poucas vezes, viu-se um discurso corresponder tanto à realidade, como em Araruama. O que o prefeito Chiquinho fez e tem feito no setor de ensino é retirar valor do amanhã, trazê-lo para o presente. Uma verdadeira permuta civilizatória... A escassez de recursos, de um Município que não pertence ao clube fechado dos royalties, faz dele um gestor, que sabe administrar, bem, com poucos meios." (Thiago Ferreira, Coluna Observatório, Jornal Primeira Hora, JPH, 14/02/2006). 





    À época, o jornal Primeira Hora, na oposição ao governo Toninho Branco por não ter conseguido o que conseguiu agora no governo Mirinho, era sustentado pelo governo de Araruama e outros governos da Região. 





    Vê-se que os dois jornais, que vivem brigando, são iguaizinhos. Mudam de posição de acordo com o interesse do cliente. Se o cliente pagar, publique-se. Chiquinho que não valia nada, para um, vira, sem mais nem menos, a oitava maravilha do mundo, e, para o outro, passa a ser a pior coisa existente na face da terra. É por isso que os dois veículos não têm mais nenhuma credibilidade na cidade. Hoje, só restam os Blogs como fonte de informação digna de crédito na Região dos Lagos.




    Comentários:






    Flor disse...

     

    Oi, Luiz. O programa Vale a pena ver de novo é bastante apropriado para nossa atual política.

    Essas pérolas que vc encontrou são ma ra vi lho sas!!!

    É bom esclarecer que o tal Thiago é supostamente, friso supostamente, o nome do Reyzinho, quando não tem como opinar no JPH...

    Podemos usar outra frase famosa..."teu passado te condena"...e isso serve para todos os inhos e ãos.







    2 Seg, 22 de Agosto de 2011 21:17


    Carl Messe





    Canbada de ventidos.














    1 Seg, 22 de Agosto de 2011 13:04


    Vitoria Zafon






    Esses dois arremedos de jornal não servem nem pra embrulhar peixe. São micro representantes do que há de pior na imprensa escrita, que há muito não tem credibilidade alguma. Só inflam os egos de seus proprietários que se vendem por quaisquer 30 dinheiros. E continuam a achar que ninguém percebe isso.   





    sábado, 20 de agosto de 2011

    Governo responde a pichador com mentira






    O desgoverno de Búzios usa uma faixa da parte inferior da nova placa para responder ao pichador e fazer propaganda eleitoral. A placa é pública, prefeito! E a resposta é mentirosa, porque a obra é do governo do Estado, feita a passos de tartaruga, mas feita pelo governo do estado do Rio de Janeiro. Quem está "trabalhando" ali não é a prefeitura.





    Responder a um pichador através de uma placa é coisa de desesperado. Reparem que o desgoverno aproveitou o ensejo e meteu uma baita propaganda eleitoral com dinheiro público porque não existe nenhuma parceria do governo do Rio de Janeiro com a tal "Onda Positiva - Búzios - Eu vou nessa", que não passa de um slogan do desgoverno.





    Vejam no Twitter:  "@aondapositiva - Onda positiva é um movimento de divulgação de tudo que Búzios e sua gente tem de melhor, é um banho de ações positivas na autoestima buziana. Participe". A "onda", praticamente, só tem seguidores chapa branca. O prefeito Mirinho é um deles.



    Ver: "Novas placas da Estrada Búzios- Cabo Frio"

    Ver: "E as pichacoes continuam"    

    Búzios inteligente




    Poste em frente do bar do Wando, Cruzeiro, Rasa

    

    quinta-feira, 18 de agosto de 2011

    Contas públicas continuam sem abrir

    Estou há quase um mês tenta acessar o "portal da transparência" do desgoverno Mirinho e nada. Já fiz um post sobre o assunto no dia 11. De lá pra cá estou tentando entrar todos os dias, mas nada! Tá uma boataria danada na cidade sobre as contas.

    Ver: "Contas públicas nao abrem"

    Comentários no "Búzios clipping":

    1 Sáb, 20 de Agosto de 2011 10:32
    Ari Lima
    É apenas um site de propaganda do governo. Alguém tem idéia de quanto custou este site e os outros da prefeitura. Agora várias secretarias também querem ter seus sites próprios, não basta o da prefeitura. Quanto custa esta festa? Mas todos sabem quem paga esta conta! A população continua dividida entre alienada, se locupletando e meia dúzia de Dom Quixotes.
    Parabéns prefeito!

    Comentário no Facebook:


    Monica Werkhauser desiste luiz a transparencia em Buzios soh para ingles ver. Tudo brincaderinha
    sexta às 11:43 

    Dignidade não tem preço!


    


    Alan & Katyuscia Chaparral



    Ontem entrou em circulação a edição da 1º quinzena do jornal chapa branca do governo municipal, também conhecido como jornal tamoios, o mesmo trás uma matéria de capa sobre nós, “Alan & Katyuscia Chaparral”, tal matéria faz varias acusações a nosso respeito, entre elas nos acusa de manter em nossa Pousada um cassino clandestino, alem de fazermos aliciamento de mulheres, inclusive menores, para prostituição.







    Ficamos muito chateados com tanta calunia e difamação, alem do uso indevido da nossa imagem, mas, por outro lado tivemos a certeza de que a população está nos apoiando nesse momento difícil, afinal, de ontem pra hoje recebemos quase 400 emails de apoio e solidariedade, alem das dezenas de visitas e telefonemas de amigos e conhecidos, que nesse momento se juntam a nós.





    Sabemos que devido a termos nos tornado o principal nome de oposição ao atual governo em Tamoios, estamos sendo vitimas de uma perseguição política, afinal, a nossa maior luta sempre foi em prol de Tamoios, amamos o nosso Distrito e estamos sempre buscando melhorias para ele, a nossa luta é contra o abandono e o descaso em que sempre viveu Tamoios, amamos e ensinamos os nossos filhos a amarem e a respeitarem este lugar, lugar este que construímos a nossa família, lugar este a onde os nossos filhos nasceram, lugar este que escolhemos para viver.





    Nunca em nenhuma outra época Tamoios teve um casal que lutasse tanto contra o abandono em que vive o nosso Distrito, perante isso a população já nos enxerga como seus verdadeiros representantes, afinal, recebemos diariamente pessoas que acreditam que podemos buscar melhorias e soluções para os problemas de nosso Distrito, infelizmente nada podemos fazer, alem de relatar em nosso Blog o caos em que vivemos, graças a tais relatos a população do 1º Distrito que até então era indiferente a nosso sofrimento, começa a aderir a nossa luta, e isso não tem preço!





    Somos pessoas integras, acreditamos que coragem, determinação, perseverança e dignidade são coisas que não se vendem, por isso não possuem preço!





    Um Forte Abraço a Todos,





    Alan & Katyuscia Chaparral.




    Fonte: "Blog do Alan do Chaparral"

    Maioria das entidades civis sai do Conselho de Meio Ambiente


    Armação dos Búzios, 02 de julho de 2011.


    Senhor Presidente,


    Em 2009, foi formado o Conselho Municipal de Meio Ambiente de Armação dos Búzios (CMMA), Conselho este, consultivo, deliberativo e paritário, composto por  12 (doze) membros, sendo 6(seis), da sociedade civil, e 6 (seis) indicados pelo Governo , ou seja, pela Prefeitura.


    Os representantes da Sociedade Civil, que compõem o Conselho, sendo:


    AHB - Associação de Hotéis de Búzios


    AMATUCUNS - Associação de Moradores e Amigos de Tucuns


    AMOCA - Associação de Moradores e Caseiros da Ferradura


    Movimento Viva Búzios


     Vêm, por meio desta, expor alguns fatos, que consideramos graves  e que têm impedido o correto funcionamento deste importante Conselho para nossa cidade.


    Da Paridade


    Como primeira tarefa tivemos a elaboração e discussão do Regimento Interno, que iria balizar e dar o respaldo legal às ações do Conselho. Porém, desde o inicio, ficou claro que haviam problemas em relação à paridade, pela presença da Fundação BEM TE VI, como representante da sociedade civil, já que seu Presidente-curador (tendo representado a Fundação em todo processo eletivo), é Secretário Municipal e, ao mesmo tempo, um dos representantes indicados pelo governo, fato que se evidencia na análise das votações de grande parte do texto do Regimento Interno. Em todos os momentos de divergências entre os membros da sociedade civil e os representantes do governo, as votações terminaram em 7 a 5, ou seja, todos os votos dos representantes do governo seguido pelo voto do representante da Fundação BEM TE VI, que sempre votou com o governo.


    Quanto a esta questão, em 01 de junho de 2010, foi formalizada a representação nº  201000338559,  subscrita pelas entidades da sociedade civil organizada AHB - Associação de Hotéis de Búzios, AMAB - Associação de Mulheres de Armação dos Búzios, AMATUCUNS - Associação de Moradores e Amigos de Tucuns, AMOCA Associação de Moradores e Caseiros da Ferradura e Movimento Viva Búzios, eleitas como membros do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Armação dos Búzios, narrando, com documentos e vídeo anexados aos autos comprometimento manifesto da paridade prevista em lei, na composição do CMMA, uma vez que o representante indicado pela Administração Municipal, Senhor RUY FERREIRA BORBA FILHO, Chefe de Gabinete de Planejamento, Orçamento e Gestão da Prefeitura Municipal de Armação dos Búzios constava formalmente como Presidente do Conselho Curador da Fundação BEM TE VI que a representava estatutariamente, entidade eleita como representante da sociedade civil organizada no CMMA.


    A falta de paridade no Conselho Municipal de Meio Ambiente vem acarretando sérios entraves à real participação da sociedade civil organizada, impedindo tanto a descentralização da gestão do meio ambiente no âmbito local, quanto a co-responsabilidade da sociedade na construção da política e ação de proteção ambiental, impossibilitando o compartilhamento de conhecimentos técnicos e socioambientais e uma verdadeira correlação de forças sociais em um espaço que reproduza a pluralidade da sociedade e seus conflitos.


    Análise de processos


    Outra questão importante e que tem se repetido é a falta de cumprimento do regimento interno e de sua lei de criação, principalmente no que se refere à análise e discussão de projetos, como os empreendimentos imobiliários em licenciamento neste município, inclusive localizados em áreas de interesse ambiental.


    Um dos Conselheiros indicados pelo Governo (atual secretário de planejamento) chegou a apresentar um parecer contra o envio de processos ao Conselho, e o direito dos conselheiros de fazerem esta análise, dizendo não ser esta uma atribuição do Conselho. Uma atitude lamentável e que se torna até mesmo suspeita, uma vez que o conselheiro é também o titular da pasta responsável pela aprovação de projetos no Município.


    E importante frisar que durante todo o processo de discussão do regimento interno, este foi um ponto de unanimidade, nem mesmo tendo levantado qualquer discussão, sendo esta atribuição perfeitamente clara, estabelecida no Artigo 2°, das competências, item XVI:


    “apreciar e deliberar sobre a aprovação de projetos que, pelo seu zoneamento urbano e atividade, tragam ou venham a trazer quaisquer impactos significativos ao meio ambiente, notadamente quando inseridos em áreas de especial interesse ambiental”


    É portanto bastante clara a atribuição do Conselho neste aspecto, assim como, a discussão de tudo que diz respeito a Gestão Ambiental no Município, inclusive o licenciamento que é parte importante dessa Gestão.


    Não é à toa que uma das condições impostas pelo INEA para habilitar o Município a realizar o licenciamento ambiental é ter o Conselho de Meio Ambiente funcionando.


    Vários exemplos podem ser citados como o projeto de uma grande marina na Rasa, que foi para pauta duas vezes, mas nunca foi mostrado, desmembramentos e condomínios aprovados em ZCVS, e o projeto de um Hotel na Prainha do canto direito da Ferradura, cujo pedido de envio ao Conselho foi reiterado por 3 vezes.


    Enquanto isso assistimos a aprovação e implantação de grandes empreendimentos imobiliários na cidade, inclusive em áreas ambientalmente sensíveis, sem que qualquer satisfação seja dada ao Conselho.





    Comissões / Câmaras técnicas


     As Câmaras técnicas, criadas com objetivo de dar mais agilidade ao Conselho, nunca funcionaram; as reuniões da Câmara técnica para analise de processos nunca são marcadas ou sofrem contínuos adiamentos. Outras Comissões importantes, como a do Fundo de Meio Ambiente, nunca se reuniu, sendo que o assunto volta sempre à pauta das reuniões ordinárias sem ter sido discutido nas comissões, tomando tempo demasiado e prejudicando a discussão de outras importantes demandas.





    Organização


    Segundo a Lei, todo o suporte físico e administrativo ao pleno funcionamento do Conselho deveria ser garantido pelo órgão executor da política de Meio Ambiente, ou seja, a Secretaria de Meio Ambiente. Porém o que tem se verificado é a pouca atenção ou importância que tem sido dispensada ao Conselho de Meio Ambiente. A inoperância demonstrada para gestão dos trabalhos do CMMA é gritante, como, por exemplo, nunca ter sido destacado um funcionário exclusivo para lidar com o Conselho, conforme compromisso assumido. A confusão nas atas, e pautas, do envio de informações aos conselheiros e ainda o fato de que, muitas vezes, são ignorados os pedidos de pauta feitos pelos representantes da sociedade civil, que já cansou de pedir o envio de processos para as reuniões, para que ali fossem discutidos.


    Pelos motivos até aqui expostos e como manifestação de repúdio à tentativa de manipulação das entidades que representam a sociedade


    participativa,   apresentamos nossa renúncia aos cargos de conselheiros do Conselho Municipal de Meio Ambiente - CMMA de Armação dos Búzios.


    Atenciosamente,


    AHB – Associação de Hotéis de Búzios


    AMATUCUNS - Associação de Moradores e Amigos de Tucuns


    AMOCA - Associação de Moradores e Caseiros da Ferradura


    Movimento Viva Búzios



    Comentário no Búzios Clipping:






    1 Sex, 19 de Agosto de 2011 10:02




    Ari Lima





    A próxima campanha eleitoral será riquíssima para a equipe do prefeito, e ficará claro, mais uma vez, quais interesses estão sendo representados neste Conselho de Meio Ambiente. Prá sorte deles temos uma população ignorante e alienada. Até quando???






    2 Sex, 19 de Agosto de 2011 12:12




    Luiz do PT





    Espero que esta população não caia mais no engodo de que o prefeito ama Búzios - discurso de todas as suas campanhas. Está cada vez mais claro que ele só ama mesmo o seu bolso.



    Ver: "A Verdade sobre o Conselho de Meio Ambiente"



    Novas Placas da Estrada Búzios-Cabo Frio































    Ver: "Governo responde a pichador com mentira"

    Ver: "E as pichacoes continuam"

    quarta-feira, 17 de agosto de 2011

    O prefeito e as pesquisas








    Veja o link: http://www.chevismo.com/h/57653





    Agradecimentos ao Professor-Doutor Chicão. Me desculpe o plágio. É que as realidades são tão parecidas!


    Vejam o vídeo dele sobre as pesquisas em Cabo Frio: http://chevismo.com/h/50155.









     




    Comentários:

     

    Flor disse...

     

    É isso que precisamos. Que maravilha!

    Acho que podia ter incluido a parte dos shoows Gospel, cabia bem...

    Os dois arranjos estão muuuuuito bons! Parabéns aos dois!!!

    Gente e a parte dos três... imaginei a cena!

    Obrigada Luiz pelos minutos de boas gargalhadas.












    Camila Viana mto bom....


    há 3 horas ·





















  • Maria Do Horto Moriconi Ainda estou rindo...embora a realidade dos fatos deprima...


    há 3 horas ·














  • Camila Viana verdade....agr podia ter trocado de bloguiro para blogueiros.....kkkk...sao muitos...









  • Maria Do Horto Moriconi É a melhor do ano!! kkkkkkk






    17 de agosto às 12:20 ·