Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Os pássaros

Pássaros nos fios 2
Pássaros nos fios 1
Pássaros nos fios 3
Ao sair de casa, no final da tarde de ontem, cheguei a me assustar com a quantidade de pássaros pousados nos fios. A lembrança do filme "Os pássaros" de Hitchcock foi imediata. De manhã, o fog, de tarde, os pássaros!


Comentários:

  1. Se eu soubesse ler partitura, tentaria tocar essa música...

    Meu comentário:

    Fala minha poeta! Qual é a música?

    Comentários no Facebook:





quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Fog londrino na Marina, Búzios

Foto 3, tirada às 5:58 h, na Marina 
Foto 2, tirada às 5:58 h ,na Marina 
Foto 1, tirada às 5:58 h, na Marina



Comentários:

  1. Você não dormiu ou acordou cedinho?
Meu comentário:

Fui acordado pela minha Coruja. Ela estava fazendo muito barulho. Pena que não consegui boas fotos dela.

Comentários no Facebook:



quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Governo Dr. André: secretários confirmados 2

Foto Facebook de Carlos Terra 
Alice Passeri vai para o Planejamento. Otavinho volta ao Poder, através de sua "pupila política", com a pasta mais importante da cidade. A especulação imobiliária de Búzios sempre esteve no governo, com Otavinho ou Clemente. Nas eleições polarizadas, cada um apoia um dos favoritos. Nestas eleições, pela primeira vez, os dois perderam com Evandro e Mirinho.
Mesmo assim, Otavinho cavou um espaço. 

 Carlos Pires, eterno presidente do PC do B de Búzios, assume a pasta da Habitação.


Carlos Terra não vai pra lugar nenhum. Disse-me ontem que torce pra que o governo do Dr. André dê certo, mas que está afastado por incompatibilidade com alguns dos indicados. 

Também torço para que o novo governo dê certo. Por pior que ele seja, com certeza será melhor do que o desgoverno atual e o anterior. Não é muito difícil fazer uma administração melhor do que as dos INHOS! Mas Terra tem razão em relação a alguns dos indicados. Acrescento: algumas conversações  em andamento do prefeito eleito com pessoas do governo anterior e do atual são deveras preocupante. Mais surpresas ruins devem vir por aí! Afinal, foi pra mudar ou não?



Comentário:

  1. Nobre Luiz, duvido muito que mude as coisas na política. Pois é certo que ha conversações com servidores que eram fortemente ligados a administração anterior e que continuaram tambem nesta que termina em breve. E é quase que certo, eles se darem bem, mas lamentavel o fato de o senhor André Granado, aceitar trabalhar em cargos de confianças ou chefias intermediarias ou secundárias, a exemplo disto é eminente o risco, na ordem pública, pessoas que estão sobre investigação suspeitas inclusive de formação de quadrilha, e que se denominaram inclusive com apelido de milicianos: " liga da justiça", que estavam lapidando os cofres públicos fazendo sangria com as horas extras. Pena que o MP ainda não os indiciaram ainda, enquanto isto, os mesmos ja sumiram com documentos comprobatorios, tipo escala de extras, folha de ponto, etc ... .
    Não se espante se eles continuarem na sombra do boi, neste novo governo.

Cinema é a nossa praia!

Cartazes dos filmes do 18º Búzios Cine Festival
A ideia de realização do festival de cinema foi da produtora cultural Vilma Lustosa da ONG CIMA (Centro de Cultura Informação e Meio Ambiente). Sem dinheiro para terminar a construção de seu cinema, o hoteleiro Mário Paz resolveu procurá-la para fazer uma parceria com a sua ONG com o objetivo de angariar recursos para o garantir o término de sua obra. Foi então que Vilma sugeriu que Mário fizesse um festival de cinema. Isso aconteceu há 18 anos. O Gran Cine Bardot  foi concluído e a cidade ganhou um Festival. A parceria Vilma-Mário perdura até hoje. 

Os primeiros anos foram de muitas dificuldades. Anibal Fernandes cobrindo o festival para o jornal O Perú Molhado (1ª quinzena, 12/1999) afirmou que a 3ª edição (1998) do Festival de Cinema de Búzios foi "um festival sem pipoca" e a 4ª (1999) "um festival sem estrelas". Em suma, o festival ainda não tinha encontrado a sua cara.

Com o patrocínio do cartão Visa a partir da quarta edição as coisas começaram a andar e o festival, que começou no Gran Cine Bardot, saiu da sala de exibição e se expandiu para os bairros, ganhando suas praças. Inicialmente, a Praça Santos Dumont, depois a Praça da Rasa, chegando à Praça de São José. Inclusive, a abertura da 12º Festival (2006) se deu nesta praça atendendo a pedido do prefeito Toninho Branco. O festival chegou à 14ª edição (2008) "com prestígio internacional e um público que, ano após ano", crescia "nas cadeiras e esteiras estendidas nas praças a cada sessão" (Buziano, 22/11/08).

Com a saída da patrocinadora Claro, o festival decaiu, em termos de público, nestes dois últimos anos.      
A Prefeitura novamente socorreu o evento, mas só entrou com 75 mil reais de patrocínio no ano passado. Entretanto, desembolsou 600 mil reais para a festa da cidade, mostrando claramente que Cultura não é e nem nunca foi prioridade para os governos dos Inhos. Como consequência, o cinema na praça ficou restrito a duas noites de exibição e a uma única praça, a Santos Dumont. Perde o festival, perde a população de Búzios, perde a Cultura. Retrocedemos a um festival "sem pipoca" e "sem estrelas" dos primórdios. As exibições de filmes ao ar livre nas praças de Búzios atraíam muitos moradores dos bairros mais distantes, do além pórtico. Por seu caráter lúdico e apaixonante, o cinema poderia criar novos hábitos culturais entre esses espectadores.

O Consul da Argentina e Mário Paz, ao fundo 
Até mesmo a presença de gente famosa diminuiu. Com isso, perdemos também em mídia gerada por eles. Não se viu mais tanto vai e vem de atores famosos como em edições anteriores. Este ano, tivemos a presença da atriz brasileira Ingrid Guimarães e a argentina Graciela Borges. Sempre esperada, desde o 1º Festival, Vera Fischer mais uma vez não compareceu. Já passaram pelo festival, em suas várias edições, Cristiane Torloni, Paulo Betti, Fernandinha Montenegro, Malu Mader, Marcos Palmeira, Maitê Proença, Marieta Severo, Murilo Benício, Cléo Pires, Selton Mello, Reinaldo Gianecchini, Priscila Fantin, Bruna Lombardi, Carlos Alberto Riccelli, etc. Citando apenas as estrelas nacionais.

Ingrid Guimarães, foto blog da prefeitura
 Apesar dos problemas que atravessa, o Búzios Cine Festival é o principal evento cultural da cidade. Em uma cidade carente de eventos  culturais isso não é pouco. Pouca gente sabe mas o Festival só ocorre porque paralelamente a ele acontece um outro evento, o Show Búzios - o maior encontro do mercado brasileiro de produtores e exibidores de filmes. Já está em sua 11ª edição. É um encontro onde os distribuidores apresentam (showroom com trailers e campanhas) para os exibidores- donos das  mais importantes salas de cinema do país-  os filmes que irão entrar no circuito comercial do próximo ano. Os dois segmentos negociam quais filmes serão lançados no verão ou aqueles que só entrarão em cartaz seis meses depois. Têm filmes que passam no Festival e que não entram no circuito comercial passando direto para DVD.  Segundo Mário Paz: "O que antes eles realizavam nas suas sedes, no Rio e São Paulo, hoje se juntam em Búzios e fazem negócios. Ou seja, os negócios mais importantes para o mercado brasileiro de cinema se realizam em Búzios. Isso é definitivamente o Festival e como consequência disso, temos filmes sendo lançados em Búzios" (OPM, 24/11/06). 

Nesses 18 anos de Festival já devem ter sido exibidos mais de 200 filmes, entre longa-metragens inéditos em circuito comercial e sucessos em festivais recentes no Brasil e no exterior.  Mário Paz, idealizador do evento e maior cinéfilo da cidade, relacionou para o jornal O Perú Molhado (21/11/08), os momentos inesquecíveis do Festival. Todos os filmes citados foram exibidos na Praça Santos Dumont: 1) "Cinema Paradiso" no 1º Festival; 2) a avant-premier para toda a América Latina do filme 007; e 3) "Titanic".  

Lounge montado em frente da Pousada Vila do Mar
Contraditoriamente, enquanto o Festival diminuiu quanto ao número de espectadores, de filmes e presença de famosos, o Show Búzios está cada vez maior. Segundo Vilma Lustosa, uma das realizadoras do Festival, "o número de participantes cresceu muito. Hoje, 95% das distribuidoras e 90% das redes de exibição do Brasil estão participando do Show Búzios" (OPM, 24/11/12). Consequentemente se faz necessário um "espaço maior para receber todos os participantes". Tanto Vilma como Mário defendem que a Prefeitura construa um Centro Cultural para sediar e receber todos os grandes eventos culturais da cidade. Por sinal, no programa de governo do Dr. André está prevista a construção de um "Centro Cultural Multiuso, dotando-o de teatro e cinema, contemplando Búzios com cultura e arte". E, no que se refere a cinema, "promover o Festival de Cinema e implantar a Cidade Cinematográfica". 

Sobre a Cidade Cinematográfica falaremos em outro post. Mas, se o prefeito eleito construir mesmo um Centro Cultural, já terá realizado um grande feito. A Cultura de Búzios nunca teve um teto. É "sem teto" (créditos pra Chiquinho). Realmente está precisando muito de um lar para poder receber os eventos culturais.

Comentários:

  1. Espero que consigamos construir e principalmente fazer funcionar este Centro Cultural. Temos também que terminar o Mercado do Artesão (artesanato também é cultura!) E dar continuidade aos projetos em andamento como o circo e o centro da memória buziana. Em frente que atrás vem gente!

terça-feira, 27 de novembro de 2012

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Jornal faturou com show "superfaturado"

Em 10 de novembro de 2010, o editor-chefe do jornal Primeira Hora fica sabendo por e-mail que o show do Capital Inicial estava superfaturado. No dia seguinte, dia 11, sai a edição de nº 1386 do jornal com uma página inteira contendo o anúncio do show promovido pela Secretaria de Turismo. Como diria Dr. Chicão, não é meigo!

Os shows "superfaturados" deste ano, comemorativos do 17º aniversário da Cidade, foram divulgados em página (pág. 11) inteira no concorrente, o jornal O Perú Molhado (edição 1113, de 9/11/2012). Será que foi por isso que o jornal fez a denúncia? Se não anunciar comigo, te cagueto? 


Jornal Primeira Hora, 24/11/2012 
Jornal Primeira Hora, de 11/11/2010
Jornal O Perú Molhado, 9/11/2012




Comentários no Facebook:


  • Jose Figueiredo Sena Sena Para o mundo que eu quero " APIAR ", só dá " VAGABUNDO " nesta merda, quando eu digo que é uma cidade com este nome bem pomposo " BÚZIOS DAS ARMAÇÕES " não estou mentindo, porque ou Governo bem " FILHO DA ............ ) hem Luiz. E ainda vai pra Igreja pra que ................................................kkkkk.

  • Bruno Almeida Ei, Luiz Carlos Gomes, pq vc nao vai lamber um pouco de sabão, conforme gosta tanto de mandar os outros fazer? Mais respeito com a profissão e trabalho alheios, hem, 'professor do PT'! Escrever umas merdas dessas q vc escreveu só pq tem ódio declarado a um jornal, só ajuda em sua fama de pessoa ressentida, que só sabe reclamar de tudo enquanto alimenta o sonho de ser secretário de educação. Fica aí escrevendo o que quer e o que não quer no seu blog, mas quando o caldo engrossa vc tira o time de campo e vai correndo debaixo das asinhas da Justiça se fazendo de injustiçado e coitadinho. Porque desmerecer minhas pesquisas? Porque levantar suspeitas quanto ao meu trabalho? Porque vc não fez sua matéria e publicou em 2010, ao invés de reclamar agora? As matérias em que você ler assinado Bruno Almeida, são porque eu apurei e escrevi e posso provar. Você já era pra saber disso. Fui eu que fiz, cuidado pois está levando seus leitores a erro! Então quer dizer que você pega o meu trabalho para tentar sujar meu nome? Vamos parar por aí, Luíz. Saia a campo para apurar ao invés de esperar as 'suas' matérias caírem do céu.
    Eu começo minha matéria dizendo que as informações sobre o caso ainda não foram esclarecidas. Se estivéssemos em 2050 e as informações ainda não tivessem sido esclarecidas, a matéria continuaria atual, assim como ela ainda está! Mas você não enxerga isso, né? Pra vocês não pode existir um bom jornalista, ne? Ainda estamos no governo Mirinho Braga, não estamos? Vcs tiraram o Mirinho do poder, não tiraram? Qual é a tua afinal? Porque tá querendo desqualificar meu trabalho, me levar a descrédito? Só você e sua turma que podem criticar? Pois então fique aí pensando que eu não sou capaz. Só digo uma coisa: seria bom você fazer um curso de jornalismo, mesmo que não seja mais necessário o diploma, pois pelo menos assim nós vamos poder conversar de igual pra igual. Se bem que você tá se lixando pros fatos e pro dia-dia jornalístico, quer mais é fazer prevalecer suas conjecturas...
    Nao lhe devo satisfações e nem sei porque você ainda lê o jornal, já que lhe faz tanto mal. Mas em respeito aos leitores, o que aconteceu foi o seguinte: eu estava no show da Casuarina e da Mart'nália, e estive nos demais tb. Nesses, em específico, os artistas agradeceram ao Isac pelo show. Me chamou atenção o fato dele ter sido desligado do governo e resolvi apurar qual a participação dele nesses contratos. Caminho natural para qualquer jornalista que sabe 'ligar dois mais dois '. Cheguei aos emails que não demonstraram tanta diferença entre valores, mas serviram para revelar que foi ele mesmo quem contratou e até conseguiu descontos. Acontece que o fato de os artistas agradecerem ao Isac do palco não chamou apenas minha atenção, muitas pessoas com quem conversei também sentiram que havia algo estranho. Uma dessas pessoas me mostrou os levantamentos que ela mesmo havia feito em 2010, por conta própria, segundo ela 'por curiosidade'. O PH não apurou isso em 2010, o Isac já estava às vias de sair da secretaria e o jornal estava às voltas com outras matérias. Eu tinha apenas dois meses de casa e de Búzios, não conhecia quem era quem, não tinha malícia de nada. Esses emails de 2010 chegaram até a redação em julho deste ano, a partir das minhas pesquisas sobre o MPB Búzios. Resolvemos não publicar naquela hora justamente pq a coisa era de 2010, muito atrasado, ficaria sem gancho jornalístico, aí sim iria soar algo puramente ofensivo. Até porque, os emails do MPB Búzios chegaram duas semanas depois que o festival acabou. Foi decisão do jornal esperar essa festa da Cidade e retornar ao assunto, não há nada demais nisso. A matéria está embasada em testemunhas e versões, acho que deixa isso claro.


    Meu comentário:


    Caro Bruno

    Não quis de modo algum desmerecer as tuas ”pesquisas” ou “levantar suspeitas” quanto ao teu trabalho. Muito do que você  “falou” na matéria me foi falado por muitas pessoas. Também ouvi muitos testemunhos e muitas versões. Diferentemente de você não tive acesso a emails e nem conheci ninguém nos shows que tivesse feito um levantamento por conta própria  do superfaturamento em 2010. Por isso não escrevi nada sobre o assunto. E olha que moro há mais de 12 anos em Búzios. Mas você deu uma sorte danada, mesmo estando a apenas 2 meses  na cidade e no PH, sem saber “quem era quem”. Contudo, acredito que isso possa ter acontecido. Sério.

    Onde a porca torce o rabo é na questão dos emails. A cronologia é inverossímil. Eu não consigo achar e-mail meu de 1, 2 meses atrás. Imagina um e-mail de 2010 chegar “até a redação”, dois anos depois,  em julho de 2012, justo na época do MPB Búzios. Os e-mails relativos a estes shows, por sua vez,  “chegaram duas semanas depois que o festival acabou”, impedindo que fosse feita a  denúncia. Mas a vontade de denunciar era tanta que se esperou  a festa da cidade de 2012, em novembro.  

    Para mim, e tenho o direito de ter minha opinião, é muito mais plausível o que coloquei no blog. Na festa da cidade de 2010, a secretaria de turismo pagou publicidade de página inteira no PH. Deve custar uma fortuna.  Já no MPB Búzios, em julho deste ano,  “esqueceu” o jornal e divulgou o show  no odiado concorrente-  O Peru Molhado. Daí a vingança na festa da cidade de 2012 e todo ódio retroativo a julho de 202 e novembro de 2010. É o que acho mais razoável, conhecendo a história do jornal.  Lamento você estar nessa.

    Outra coisa, Bruno. Quem  tem razão não a perde. Gritar, esbravejar, xingar, é próprio de quem não tem razão. Copiei todas as tuas agressões no chat do Facebook.

    Mais. Não sou “do PT” e não tenho o sonho de ser secretário de educação. Quem acha isso é o teu patrão. Inclusive já publicou nota a respeito me indispondo com o presidente do PT de Búzios. Espero que  você não tenha se tornado um ventríloquo. Como não sou de briga tinha que correr pra “debaixo das asinhas da justiça” me “fazendo de injustiçado e coitadinho”, depois que saiu publicado no jornal em que você trabalha que eu não tinha “índole”. Não acredite em todas as histórias que teu chefe te conta. Elas podem não corresponder à “verdade jornalística”.

    Pelo jeito você já está, apesar do pouco tempo, pegando o “jeito buziano de ser”. Aqui em Búzios a egolatria já virou uma praga. Cuide bem dela, antes de mandar as pessoas estudarem jornalismo para falar de “igual pra igual” com você. Menos Bruno, menos!

    Observação:  por pouco você não quebra a cara. O que vale não é quando tiram o nome do secretário do expediente do BO, mas a data de publicação da portaria que o exonera. Isac foi exonerado em 25/11/2010 pela Portaria nº 560. A informação está no BO nº 462, de 26/11/2010. Por pouco. Realmente ele foi exonerado logo depois dos shows!   

    Grande abraço, 
    Luiz

domingo, 25 de novembro de 2012

Todos em maus lençóis!

Foto de Sérgio QuissaK
A nova denúncia do jornal Primeira Hora desta semana deixou em maus lençóis todos os personagens envolvidos na história, inclusive o jornal e o repórter que assina a matéria. Vejamos.

1º) Personagem - Isac Tillinger

O ex-secretário Isac Tillinger teria superfaturado, segundo o jornal, os shows comemorativos do aniversário da cidade deste ano, do ano de 2010 e do MPB  Búzios realizados em julho passado. Como Isac foi secretário de Turismo de Mirinho desde o primeiro governo, o jornal colocou sob suspeita de superfaturamento todos os shows promovidos pela secretaria de turismo desde 1997, incluindo o histórico show de Caetano Veloso na Lagoinha. Além de superfaturar shows, Isac seria, de acordo com o jornal, consumidor ou traficante de drogas, pois "escutas telefônicas autorizadas pela Justiça teriam capturado a voz de Tillinger negociando drogas" e que 'o gordo' "estaria sendo investigado juntamente com um grupo de pessoas ligadas a traficantes de drogas, os mesmos que foram presos na mesma época  de seu afastamento na chamada Operação Consórcio, da Polícia Civil".

2º) Personagem - Mirinho Braga

O prefeito Mirinho Braga, segundo a matéria, teria mentido sobre os reais motivos da demissão de Isac.  "A versão apresentada pelo governo foi a de que Isac teria pedido demissão para tratar de problemas de saúde". Ainda segundo o jornal, Mirinho não só teria conhecimento de que Isac estava contratando shows para a prefeitura como endossava a ação do ex-secretário pois "teria dito a interlocutores próximos que a atividade era 'o ganha-pão do Isac'. E o PH prossegue: Mirinho, pela amizade que tinha com o Isac, teria "impedido que Cristiano Marques, atual secretário de Turismo, participasse de todo o processo de contratação, designando-lhe apenas a obrigação de assinar os empenhos encaminhados por seu Gabinete". Se não bastasse tudo isso, denúncia gravíssima, Mirinho teria ainda, segundo o PH, intercedido junto "às instâncias judiciais para que ele (Isac) não fosse preso". 

3º) Personagem - Juiz João Carlos

Como Isac não foi preso, teria dado resultado a intervenção do prefeito junto ao Juiz João Carlos que presidia o inquérito à época. Que justificativa teria o juiz não prender uma pessoa flagrada "negociando drogas" em escutas telefônicas autorizadas em uma operação da Polícia Civil?

4º) Personagem - Cristiano Marques

Que secretário de turismo é esse que aceita que o ex-secretario continue contratando shows de sua pasta? Que secretário de turismo é esse que aceita não participar de todo processo de contratação de shows promovidos por sua secretaria e que se limita a assinar empenhos (com valores supostamente superfaturados) encaminhados para seu gabinete?

5º) Personagem - Jornal Primeira Hora 

O jornal Primeira Hora ficou caladinho na época em que teriam acontecido os superfaturamentos dos shows. Por quê? Por que guardar por tanto tempo um e-mail de 10/11/2010? Que interesses tinha o editor do jornal para não denunciar os possíveis crimes de superfaturamento cometidos em 2010 e julho de 2012? Quais os motivos? Sinceramente não consigo encontrar um motivo nobre! 

6º) Personagem - Bruno Almeida

As respostas às perguntas anteriores, quase com certeza, levam a crer que o repórter Bruno Almeida assinou uma matéria cujo objetivo não teria sido puramente jornalístico.

Fonte: JPH, 24/11/2012, pág 7.


Comentários:

  1. Não percam os próximos capítulos!

  2. kkkk..na época desse superfaturamento, fiquei muito preocupada, pois não podia falar no assunto, afinal, falar sobre traficantes, é problema... e na época estávamos em plena campanha - TIRA JUIZ - alguém lembra desse episódio sórdido da história de Búzios?!?
    .. lembro de ter perguntado pra muita gente mais coisas sobre o assunto... e pasmem.. todos disseram que o Inho não podia deixar o braço direito, off shore, em maus lençõis...afinal ele poderia ficar bravinho e dizer pra onde estava indo o dinheiro...
    O tempo passou... mais e mais dinheiro andou indo por aí... e o juiz se foi, o Rey se foi e quase todo mundo se foi.. e agora desencavam essa matéria??? "V" de revanche... ah! não "V" de vingança... kkkk... o Rey quer justiça... Afinal ele também ficou trabalhando depois de saído... Não vou dar linha, nem dar palco... mas que o gordo merece um xilindró... talvez Bangú 8 ...ah! merece..

  3. Torço para um dia alguém escrever um livro sobre os anos que esse grupo esteve no poder. Tem muita história sinistra. Secretário que foi pego com drogas em carro oficial na ponte, mas não foi preso graças a amigos poderosos que fizeram uma vaquinha para salva-lo, secretário que foi investigado pela polícia civil por tráfico, que montou esquema pra mandar dinheiro pro exterior,secretário que fez sexo dentro da prefeitura, que tinha empresas em nome de laranjas prestando serviço pra prefeitura, vereador que perdeu um carro importado para não ir preso por posse de drogas, vereador que tem empresas trabalhando na prefeitura, mensalão para o judiciário "sentar" em processos, serviços pagos pela prefeitura e nunca realizados,... São tantas coisas que fazem o Fernandinho Beira-mar um mero ladrão de galinhas. Se Maquiável fosse vivo, teria que reescrever suas teorias, porque essa galera fez ele ficar parecendo um amador. Lamentável isso e muito mais ter acontecido em Búzios, um lugar que tinha tudo para ser o paraíso, uma cidade-modelo. Espero que mude, porque até agora o nível foi muito baixo.

    Comentários no Facebook:


    • Jose Figueiredo Sena Sena Ou Luiz, como pode acontecer uma coisa desta aqui em Búzios ? Muitas vezes os " LENÇÓIS " esta muito pequeno , e não dá pra cobrir todo direitinho ai né, vai puxar para cabeça e o pé aparece e ai volta puxar pra cabeça e o pé aparece , e ainda mais quando o pé é muito" GRANDE " , ai não dá mesmo . É somente uma pequetita observação todos os humanos geralmente nasce com o " CÉREBRO " na cabeça , até ai tá todo bem , mais com o passar do tempo quando vira " MIOLO " , ele se instala em quatro ( 4 ) lugares no corpo, então o da base da " COLUNA VERTEBRAL " ai não tem jeito só faz ( ..................) NÉ .



sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Estamos andando pra trás!

Colégio Municipal Paulo Freire

Em 2010 nosso único colégio municipal de 2º grau- o CM Paulo Freire- teve como média geral no ENEM 565,71. Participaram das provas 61,2% alunos da escola. Este ano, caíram tanto a média quanto a taxa de participação.  A média obtida foi 506,85 e a taxa, 58,27%.

Em todas as disciplinas houve queda de rendimento.
"Ciências da Natureza": a nota caiu de 515,42 (2010) para 470,60 (2011). 
"Ciências Humanas": de 572,27 para 493,40.
"Matemática": de 537,83 para 529,05.
"Linguagem e Códigos": 552,27 para 534,37. 
"Redação": de 630,68 para 565,67.

Se fizermos uma análise retrospectiva, este ano tivemos um desempenho pior do que o de 2008, quando a média foi de 518,5. Em 2006/2007 ficamos com média em torno de 550 pontos. Em 2009/2009, 560.

Este é o resultado de quatro administrações ( três de Mirinho, uma de Toninho) desastrosas na área. O ensino de 2º grau no Estado do Rio de Janeiro é um dos piores do Brasil. O ensino de 2º grau em escola municipal em Búzios é o pior entre as escolas municipais avaliadas na Região dos Lagos, apesar de sermos, proporcionalmente, um dos municípios que mais gasta com Educação. Incompetência? Corrupção? Ou as duas coisas juntas?   

O atual prefeito, Mirinho Braga, mentiu o tempo todo apregoando que tínhamos educação de qualidade! É preciso que o vereador Felipe Lopes, que se diz "da educação", atente pra essa triste realidade. Não só ele. Todos os demais. Afinal, educação é um problema de todos. Não?

Fonte: MEC


Comentários:

  1. Precisamos atacar a decadência da educação buziana ainda na 5ª série antiga (6ª atual). Pelo que sei, as dificuldades começam aí.É necessário dar voz aos alunos, fazê-los mais do que expectadores que apenas copiam a matéria do quadro e ouvem o professor.Eles devem discutir os temas, emitir suas opiniões,relacionar o que aprendem com a vida fora da escola.Os professores devem receber o suficiente para ir ao cinema,comprar livros, participar de eventos. Devem "abrir a cabeça". As equipes de profissionais de cada escola deve ser fixa e criar com a escola um vínculo afetivo. Os pais devem ser incentivados a participar e suas propostas ouvidas. A escola de 2º grau é de responsabilidade do governo estadual. Que tal melhorar primeiro o que compete ao município e cobrar do Estado a lição de casa?


Comentários no Facebook:


  • Jose Figueiredo Sena Sena Não sei se você é das Minas Gerais, porque lá nois temos uns provérbios quando se leva à sério dá tirar alguns pequenos proveitos né , este entonce é muito bom . ( ERRAR É HUMANO, PERSISTIR NO ERRO É UMA TREMENDA BURRICE ) , agora aqui em Búzios tem gente que adora viver na " ABA DA MAMY PREFEITURA " tendo como " lema " errar sempre na parte que é mais importante na formação dos jovens ( EDUCAÇÃO )






olha que vergonha os governos inhos, mirinho e toninho


Jose Figueiredo Sena Sena comentou seu link.
Jose Figueiredo Sena escreveu: "Ou Luiz quando eu passo uma pequena,mais muito pequena mesmo, ai eu vou ver o quanto é horrível o ensino " MÉDIO " aqui em Búzios. Me dá uma vergonha, aluno não sabero que é " SENO e TANGENTE' ""



  • Maria Do Horto Moriconi Vai mudar tudo...Enquanto isso está para acontecer, precisamos nos livrar dos comprovadamente incompetentes... tanto da câmara como de tudo o mais... há que fazer uma campanha contra os que foram votados e não são sérios nem competentes... tem que aparecer uma forma.. e vai aparecer...
  • Jose Figueiredo Sena Sena Ou Luiz, quando eu passo uma pequena prova para os meus alunos quando estão começando o curso ,me dá uma vergonha pra Búzios. Até parece que estão em " BRANCAS NUVENS " o ensino MÉDIO.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A herança maldita dos Inhos 5

"O Colégio Objetivo Integrado, de São Paulo, é a melhor escola do país segundo dados do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) por Escola divulgados na tarde desta quinta-feira pelo MEC (Ministério da Educação). A escola obteve média geral 737,152. Dentre as 20 melhores, sete delas estão no Estado de São Paulo.

O Estado de Minas Gerais aparece com seis escolas entre o grupo de elite, inclusive o segundo lugar: Colégio Elite Vale do Aço, em Ipatinga, com média geral 718,88 e o terceiro lugar, Colégio Bernoulli, em Belo Horizonte, média geral 718,18.

Apenas uma escola da rede pública aparece no ranking dos melhores. É o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa, com nota 704,285.

Notas
Foram divulgadas apenas as notas das instituições em que mais de 50% dos alunos inscritos no último ano do ensino médio fizeram a prova. Além disso, somente as escolas com no mínimo dez alunos participam do cálculo. As escolas sem divulgação, com menos de 10 alunos participantes, somam 1.185 escolas, ou 4,77% do total. Já as escolas com menos de 50% da taxa de participação somam 54,67% ou 13.581 estabelecimentos -ou seja, mais da metade das instituições não teve as menções divulgadas.

Este ano, segundo o MEC, as notas da redação foram desprezadas para o cálculo da média geral." (Portal UOL)

Da nossa Região dos Lagos, entre as escolas privadas, a melhor é o C.E. Pré-Universitário, de Araruama, com média geral 632,20. Em segundo lugar temos o RH Positivo C.E. , de Rio das Ostras, com nota 606,91. A outra escola com média superior a 600,00 é o C.E. Casulo, também de Rio das Ostras. Todas as outras escolas tiveram notas inferiores a 600,00

Dentre as escolas públicas a melhor é uma escola federal:  IFF de Cabo Frio, com nota 593,50. Vem em segundo lugar o Instituto Municipal de Educação de Rio das Ostras com média 573,50. O C.M. Rui Barbosa , de Cabo Frio, com nota 524,02, ocupa o terceiro lugar. Nosso Colégio Municipal Paulo Freire só não esta' em último lugar porque supera o Colégio Estadual Rocha Leão, de Rio das Ostras, com nota 506,85 contra 451,50.

Plano de governo do Dr. André - turismo e cultura

Para ler, imprimir, guardar e cobrar depois, se for o caso.


Programa de governo Dr. André - Turismo e Cultura 1


Programa de governo Dr. André - Turismo e Cultura 2


Ver também: