Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

domingo, 31 de dezembro de 2017

Os 10 melhores sites e blogs da Região dos Lagos em 2017, segundo o ALEXA

Logo do site Alexa

O IPBUZIOS continua sendo o melhor blog da Região dos Lagos. Os dois primeiros da lista - o Portal RC24H e Fique Bem Informado- não são blogs, mas sites. Há uma diferença enorme entre blog e site.

1º) - PORTAL RC24H - 11.199º

2º) - FIQUE BEM INFORMADO - 18.655º

3º)  - IPBUZIOS – 28.615º

4º) - FOLHA DOS LAGOS - 34.201º

5º) - PRENSA DE BABEL – 40.922º

6º) - CABO FRIO AGORA - 44.621º

7º) - JORNAL DE SÁBADO – 47.303º

8º) - JORNAL DO TOTONHO - 58.155º
http://www.jornaldototonho.com.br/

9º) - CIDADE 24 HORAS - 67.391º

10º) - HISTÓRIA, MÚSICA E SOCIEDADE - 71.585º



sábado, 30 de dezembro de 2017

Pode fazer cercadinho em calçada pública, prefeito?

Hoje (30), resolvi fazer uma caminhada do Centro até o final da praia da Armação. Chegando na Orla Bardot, resolvi caminhar pelo lado direito, justamente o lado em que a calçada foi ocupada por mesas e cadeiras. Foi uma aventura. Acredito, mesmo caminhando por uma calçada pública, ter passado pelo interior de mais de uma dezena de bares e restaurantes. Os fregueses desses comércios, como se não soubessem que faziam suas refeições em local público,  me olhavam de cara feia, como se fosse eu o invasor da área. Como se, caminhando por ali, eu estivesse invadindo a privacidade deles, em um momento que, concordo, requer certa intimidade entre as pessoas ao redor de uma mesa.

Calçada privatizada, delimitada por uma cordinha 

Mas, o que me deixou injuriado mesmo foi o cercadinho feito com uma cordinha na calçada "do" restaurante "La Parrilha del Mercado". A cordinha não impedia a passagem pelo estreito canto deixado livre, mas a sua presença ali era uma afronta ao direito ao uso do espaço público. Apenas a sua existência era como se dissessem a mim, cidadão-contribuinte-eleitor, desista da calçada, vá pela rua ou pela outra calçada, porque aqui tem "dono". Só faltava o proprietário colocar uma placa: Propriedade privada, é proibido usar esta calçada.  

O prefeito André bem que poderia deixar de passar por ali de carro e fazer esse trajeto a pé, para ver os abusos cometidos pelos donos de bares e restaurantes, para os quais a prefeitura aluga os espaços das calçadas públicas.

Restaurante "dono" do cercadinho 


Comentários no Facebook:

Maria Cristina G Pimentel É trocando o espaço público por qualquer voto, por qualquer coisa. Que nojo.

Francisco Natal Buzios pode tudo, ate prefeito ficha suja administrando uma cidade.
Gerenciar


Responder2 d
Maria Elena Olivares Sem banheiro publico praça suja , sem iluminação etcs um nojo
Gerenciar


Responder2 d
Matheus Silva Ô povinho edifício!!!
Búzios estar na pior.
Só tem mau-cheiro de esgotos
Gerenciar


Responder2 d
Felipe Corrêa Esse cercadinho fizeram apenas pra pintar o deck... para pessoas não caminharem por ali enquanto a tinta estivesse fresca

Comentários
Carla Luciana Em Búzios que tem dinheiro faz o que quiser.
Gerenciar


Responder3 d
Denise Moreira Eles fazem td...pode td.
Gerenciar


Responder3 d
Damiao Luis Monteiro Quem tem dinheiro em Búzios pode tudo

Maria Joaquina continua pertencendo a Cabo Frio

Governador veta Projeto de Lei e Maria Joaquina continua a pertencer a Cabo Frio 

De acordo com Pezão, requisitos para mudar a linha divisória não foram cumpridos

"O Projeto de Lei 2538/2013, que redefine os limites de Búzios e Cabo Frio e retira o bairro Maria Joaquina dos domínios cabofrienses, foi vetado pelo Governador Luiz Fernando de Souza, o Pezão.

Desde que o projeto, de autoria do deputado Paulo Ramos, foi colocado em pauta, gera polêmicas. Originalmente, Maria Joaquina deveria ter sido vinculada a Búzios, desde a sua emancipação. “A vida demonstrou que Maria Joaquina pertence à Búzios, mas hoje é mais ou menos um ‘território de ninguém’”, disse o deputado na época. 

Em documento, o governador concorda com este equívoco de Maria Joaquina pertencer a Cabo Frio, mas afirma que como requisitos para mudar a linha divisória não foram cumpridos, isso causou inconstitucionalidade da matéria".

Trecho da justificativa do governador



sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Valeu Prefeito: Cavalo recolhido

Ontem (28), o caminhão de apreensão de animais da Prefeitura esteve na minha rua e recolheu o cavalo que estava abandonado na Marina há mais de 15 dias. (ver denúncia no blog em "ipbuzios" e "ipbuzios"). Não sei como o motorista do caminhão conseguiu levar o cavalo, pois me pareceu, de longe, que o veículo não possuía rampa. Enquanto uma criança segurava o cavalo pela rédea, o motorista procurava algo no mato. talvez uma madeira para improvisar como rampa. Só sei que ambos desapareceram da minha vista com o cavalo. Espero que ele (o cavalo) esteja bem lá no sítio da Baía Formosa, alugado pela prefeitura com essa finalidade. Qualquer dia desses passarei por lá para visitar o animal, para saber se está tudo bem com ele.

Valeu Dr. André, muito obrigado. Valeu Geraldinho, secretário de Serviços Públicos. Agradecimento extensivo ao Valdir, funcionário da postura que me atendeu ao telefone, e aos demais funcionários que se incumbiram da tarefa. Muitos moradores da Marina também agradecem.   

Caminhão de apreensão de animais na minha rua
 

Tudo o que o Mestre mandar, faremos todos

A turma do Amém da Câmara de Vereadores de Búzios 

Estamos aqui pra servir ao Senhor 

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

E aí vereador Dida, agora podemos ser irresponsáveis?

Vereador Dida

Na sessão extraordinária desta terça-feira (26) foi aprovada na Câmara de Búzios "autorização para o Poder Executivo contratar operações de crédito junto a instituições e agentes financeiros, no âmbito de linhas de financiamento até o valor de R$25 milhões". O PL 97/2017 foi aprovado por unanimidade dos vereadores presentes (6 votos). O Presidente em exercício Josué não vota e estavam ausentes a vereadora Gladys e Cacalho. 

Os vereadores Valmir Nobre e Dida votaram no dia 2/2/2017 pela revogação da autorização concedida pela legislatura passada (2013-2016) para que o prefeito André Granado contraísse empréstimo de até 30 milhões de reais. 

Na ocasião, o vereador Dida chegou a usar a Tribuna da Casa para justificar seu voto favorável à revogação do empréstimo. Questionava: quando e como o empréstimo seria pago, para que o prefeito quer esse dinheiro, para pagar o quê? E concluía afirmando que seria uma irresponsabilidade conceder tal empréstimo, já que um prefeito gastador poderá comprometer o futuro de nossos filhos e netos.

A pergunta que fica é: O que mudou nesses 10 meses, entre fevereiro e dezembro? 

Veja o áudio do trecho do discurso do vereador Dida em que ele fala do empréstimo em 2/2/2017: 


Empréstimo de R$25 milhões é aprovado na Câmara de Búzios

Logo do blog

"No Projeto de Lei 79/2017, o prefeito André Granado pede autorização para o Poder Executivo contratar operações de crédito junto a instituições e agentes financeiros, no âmbito de linhas de financiamento até o valor de R$25 milhões. O projeto foi aprovado em sessão extraordinária desta terça-feira (26) na Câmara de Búzios.

A proposta vincula como garantia à operação de crédito as receitas de royalties e as participações especiais. Os recursos provenientes dessa operação deverão ser aplicados “para adequação e reequilíbrio do fundo financeiro e atuarial do município”.

O projeto também autoriza o Poder Executivo a promover modificações orçamentárias que se fizerem necessárias ao cumprimento do disposto da lei, preservando sempre que possível as dotações orçamentárias destinadas à saúde, à educação e à segurança pública.

Por fim, o PL 79/2017 prevê que o Poder Executivo deverá enviar à Câmara Municipal e ao Tribunal de Contas do Estado - no prazo de até 60 dias após a assinatura do contrato do empréstimo - cópia desse contrato, onde deverão constar as condições de empréstimo, prazos, juros, amortização, encargos, carência e forma de pagamento.

O referido projeto que autoriza o empréstimo foi aprovado com emenda dos vereadores Lorram Silveira, Joice Costa, Miguel Pereira, Josué Pereira, Valmir Nobre e Nílton de Almeida, que acrescenta que o prazo para pagamento do empréstimo deverá ocorrer até 31 de dezembro de 2020, assegurando que o pagamento seja feito no atual mandato".

Fonte: "camarabuzios"

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Desmoralizaram por completo a Audiência Pública do Orçamento na Câmara



Depois de uma hora aguardando a chegada dos outros vereadores, o vereador Valmir Nobre deu início à Audiência Pública da Comissão de Finanças e Orçamento (CFO) convocada para discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018. Marcada para começar às 15:00 horas do dia 20 último, a audiência só começou às 16:00 horas, sem contar com a presença até mesmo dos membros da referida Comissão, os vereadores Dida e Niltinho. O primeiro, não deu as caras, pois, segundo Nobre, estava gripado. O segundo apareceu quando já havia decorrido mais de uma hora de audiência. Excetuando Gladys, que encontra-se de licença médica, os outros vereadores se lixaram para a audiência.   

Completamente despreparado para conduzir os trabalhos, o vereador Nobre, presidente da comissão, atrasou o quanto pode o início da sessão. Cobrado por um presidente de entidade civil presente, o vereador só começou a audiência porque contou com o auxílio de um funcionário concursado da casa, o técnico legislativo Rafael Domingues. O fato me lembrou um programa televisivo famoso, em que o questionado podia pedir ajuda aos universitários escalados para tanto. 

Durante a sessão, o vereador demonstrou que mal sabe ler, pois não conseguia  pronunciar com facilidade as falas que o secretário geral da Câmara lhe passava em um papel. Plural, parece que não existe para o vereador. Tentando descontrair o ambiente, falou coisas do tipo: "Gostaria de registar a presença dos senhores vereadores que não se encontra. É uma pena".  

Na verdade, uma pena é ter um vereador tão despreparado como esse. Mas pena mesmo, senti dos presentes. O vereador não conseguiu responder nenhum dos questionamentos feitos pelos representantes da sociedade civil.

A Sérgio Mena Barreto, representante dos ciclistas, que pediu apoio dos vereadores para a construção de ciclovias, Nobre recomendou que ele procurasse o Executivo, o Prefeito, justamente aquele que nada faz pela mobilidade urbana no município!!!

Denise Morand, chamada de Deisimar Murad pelo vereador Nobre (ele errou mesmo lendo o nome dela em um papelzinho anotado pela funcionária Rosana), ficou sem resposta ao questionar porque as despesas correntes da Secretaria de Meio Ambiente estavam alocadas no Fundo de Meio Ambiente, o que é proibido por Lei. O vereador desinformado tentou "embromar" dizendo que a Procuradoria da Prefeitura ficou de ver o assunto. Como examinar o assunto se o Orçamento já estava aprovado.

Nobre confundiu a lei de proteção dos animais citada por Claudia Valéria, representante do Coletivo pelo Amor dos Animais de Búzios, com a lei municipal que trata da condições para receber subvenção municipal. Claudia tentou alertá-lo do engano, mas de nada adiantou.

Ao questionamento do professor Claudeir a respeito do fechamento do EJA de segundo grau da Rasa, já que para ele recursos não faltam, pois o governo gasta mais de 4 milhões por ano com capina e varrição, Nobre se saiu com esta pérola: "Não posso responder porque já vem do executivo pra cá". Quando o professor foi contra-argumentar, a funcionária da Câmara Rosana veio em socorro de Nobre: "Não vamos ficar debatendo com o Presidente porque fica deselegante". Como deselegante? Debate em Audiência Pública fica deselegante?

A prova de que a audiência pública foi uma enganação foi registrada na fala da professora Raquel, do Grupo de Educação Coletiva do Paulo Freire: "aquilo que a gente fala aqui não é considerado". Ao não retrucar, Nobre consentiu que a audiência é uma grande embuste. Ora, se o orçamento de 2018 já estava aprovado, para que a Audiência Pública?

Clóvis, presidente do GRESC da Cem Braças, confirmou a farsa. Mesmo tendo dotação orçamentária por vários anos, isso não garantiu que  a entidade recebesse a verba. A dotação de 120 mil reais por vários anos para a ONG nunca saiu do papel. Na audiência suplicou para que a prefeitura o ajude, pelo menos, na pintura da sede da entidade. Como fazer isso, sem orçamento?

Conceição, da Associação Bem Querer, uma das poucas entidades que recebem dotação orçamentária regularmente (junto com a APAE), mostrou que Orçamento Participativo de verdade tem que ser feito pelo Executivo, e não pelo Legislativo.

Em uma abordagem lúcida, Marcos Santos, presidente do sindicato dos servidores públicos de Búzios, se recusou a apresentar os pleitos da entidade por  reconhecer a limitação da Câmara de Vereadores para discutir a LOA, e reforçou o pedido para que o prefeito implante o Orçamento Participativo (OP) no município nos próximos anos. Nobre não entendeu nada. Disse para Marcos que vai se esforçar para trazer o prefeito na Audiência Pública da Comissão que preside no ano que vem, como se para o Orçamento ser Participativo bastasse a participação do prefeito.

O vereador Nobre, muito parecido com Didi dos Trapalhões, se atrapalhou todo  na Audiência Pública. Ficou conhecido também como Zé do Caixão, por trabalhar no setor da Secretaria de Assistência Social que cuidava dos sepultamentos do povo pobre da cidade. Recentemente, juntamente com o vereador Dom. ajudou a enterrar o impeachment do prefeito, traindo o G-5. Podemos dizer agora que, com a lamentável condução dos trabalhos da Audiência Pública da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Vereadores, Nobre enterrou mais um "corpo": a audiência pública sobre orçamento na casa legislativa.         

Link da Audiência Pública do Orçamento: "youtube"

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Nota de esclarecimento

Logo do blog


A respeito da postagem "Que condomínio é esse, secretário Humberto?" informo que até o presente momento o secretário não me respondeu- como de hábito-, mas o proprietário do imóvel me procurou hoje (26)- coisa rara em Búzios-, e me levou até o canteiro de obras onde pude constatar que: 

1) não se trata de casas geminadas.

2) a ocupação do terreno é inferior aos 30% permitidos por Lei.

3) as casas guardam afastamento entre si superior ao exigido.

4) o proprietário não é um ex-vereador.

Com base na "vistoria" feita, resolvi retirar a postagem do blog, pois os questionamentos feitos pelo blog foram respondidos. 




segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

No final do ano (6/12), Prefeito André Granado ganha mais um Inquérito

IC 134/17

Outros Inquéritos:

1) IC 89/16 - por desvio de função de Agente Comunitário de Saúde.

2) IC 104/16 - por suposta falta de licença sanitária, PGRSS, CNES e  responsáveis técnicos (médico e enfermeiro) nas unidades de saúde (Policlínica da Rasa, Unidade de Saúde da Baía Formosa e outras).
Ver: "ipbuzios"

3) IC 153/16 - por suposto pagamento de horas extras indevidas na Secretaria Municipal de Saúde. Ver: "ipbuzios"

4) IC 176/16 - por suposto descumprimento de carga horária por parte de médico-socorrista na Secretaria Municipal de Saúde.

5) IC 39/17 - por suposto nepotismo no âmbito da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

6) IC 55/17 - por suposto nepotismo na secretaria Municipal de Saúde. 

7) IC 59/17 - por suposto contingenciamento de recursos do SUS que, por Lei, são insuscetíveis de contingenciamento. Ver: "ipbuzios"

8) IC 94/17 - por suposta dispensa de funcionários para apoiar o Prefeito alvo de processo de impeachment na Câmara de Vereadores.
Ver "ipbuzios"

9) IC 101/17 - por suposto pagamento de adicional de insalubridade indevido na Secretaria Municipal de Saúde. Ver "ipbuzios"

10) IC 116/17 - por suposto recebimento de verba indevida por parte de funcionária da Secretaria Municipal de Saúde.

11) IC 120/17 - por reprovação das contas do Fundo Municipal de Saúde (FMS) pelo Conselho Municipal de Saúde (CMS). Ver "ipbuzios"

Muitos destes inquéritos deverão virar processos judiciais que irão se somar aos que já existem na Comarca de Armação de Búzios:

I) PROCESSOS JUDICIAIS - VARA CRIMINAL

TJRJ - 1ª Instância - 25/12/2017 16:18 
Nome pesquisado: andré granado nogueira da gama
Comarca: Búzios
Competencia: Criminal
Período: 1997 a 2017

Crime da Lei de Licitações - Caso Mens Sana
Autor: MINISTERIO PUBLICO
Denunciado: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Arquivamento
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 1ª Vara

Crime da lei de Licitações - Caso INPP
Autor: MINISTERIO PUBLICO
Denunciado: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Remessa
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Crime da Lei de Licitações - Caso ONEP
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Arquivamento
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 1ª Vara


Autor: MINISTERIO PUBLICO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA e outro(s)...
Fase: Devolução de Carta Precatória
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA e outro(s)...
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 1ª Vara

Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA e outro(s)...
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

II) PROCESSOS JUDICIAIS - VARA DE FAZENDA PÚBLICA

TJRJ - 1ª Instância - 25/12/2017 16:41 
Nome pesquisado: andré granado nogueira da gama
Comarca: Búzios
Competencia: Fazenda Pública
Período: 1997 a 2017


ACP por ato de Improbidade Administrativa - Caso Mens Sana. Condenado em 1ª Instância 
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO e outro(s)...
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Ato Ordinatório Praticado
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

ACP por ato de Improbidade administrativa - Caso INPP - Condenado em 1ª Instância 
Autor: MINISTERIO PUBLICO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Remessa
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

ACP por ato de Improbidade Administrativa - Caso ONEP
Autor: MINISTERIO PUBLICO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 1ª Vara

ACP por ato de Improbidade Administrativa - Caso Barnato - Condenado em 1ª Instância. Mantida em 2ª Instância.
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Remessa
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

ACP por ato de Improbidade Administrativa - Descumprimento de TAC com o MP - contratação temporária de pessoal
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO RIO DE JANEIRO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Ato Ordinatório Praticado
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

ACP por ato de Improbidade Administrativa - Concurso público - Convocação imediata de todos os aprovados
Requerente: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Ato Ordinatório Praticado
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

ACP por ato de Improbidade Administrativa - Concurso Público - Obrigação de fazer
Requerente: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Requerido: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Ato Ordinatório Praticado
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Decreto legislativo - Viagem de Prefeito
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Representante Legal: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Ato Ordinatório Praticado
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

ACP por ato de Improbidade Administrativa - 
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO e outro(s)...
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Remessa
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Dano ao erário - Acumulação ilegal de cargo público
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO e outro(s)...
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Remessa
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 1ª Vara

Dano ao erário
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO e outro(s)...
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Ato Ordinatório Praticado
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Acesso à informação (Lei 12.527/11)
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Representante Legal: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Lei Orçamentária de 2014
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO e outro(s)...
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Ato Ordinatório Praticado
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Dano ao erário
Autor: MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO e outro(s)...
Representante Legal: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Licitação sem publicidade (Carta Convite 2009/2010)
Autor: MINISTERIO PUBLICO
Representante Legal: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 1ª Vara

Autor: MINISTERIO PUBLICO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA e outro(s)...
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara

Processo dos 67 réus - CPI do BO
Autor: MINISTERIO PUBLICO
Réu: ANDRE GRANADO NOGUEIRA DA GAMA e outro(s)...
Fase: Juntada
Comarca: Comarca de Búzios
Serventia: Cartório da 2ª Vara




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...